Um Curso em Milagres

O autoconhecimento não é algo matemático, fechado, com um único caminho. É possível trilhá-lo por diversos caminhos diferentes e o nosso lema aqui na Escola da Liberdade, como o próprio nome já diz, é que você se sinta livre para escolher o seu.

Após mais de dez anos pesquisando, estudando e experimentando, o caminho que entendemos ser mais rápido e eficiente foi construído com base nos ensinamentos de um livro chamado “Um Curso Em Milagres”, que costumamos chamar de UCEM (uma abreviação do nome). Isso não quer dizer que você deva ficar preso apenas ao UCEM nem que ele seja a única forma possível de evolução espiritual, isso quer dizer que vale a pena conhecer este livro e sua proposta, para avaliar o impacto positivo que ele pode ter na sua vida e, se você sentir que deve, aprofundar seu estudo.

Este livro foi canalizado para uma psicóloga americana chamada Helen Schucman, com o auxílio de seu colega de trabalho William Thetford. Eles eram Chefes da psicologia médica da Universidade de Columbia (Nova Iorque). Antes de escrever o livro, eram pessoas que trabalhavam totalmente focadas na ciência.

Porém, após sucessivas brigas no meio acadêmico, perceberam que, apesar de seus esforços, começaram a sofrer por não conseguir manter um ambiente harmônico de convivência. Mesmo sendo psicólogos renomados, não conseguiam controlar o caos que se instaurou em seu departamento.

Estas brigas, discussões e estresse constantes os fizeram chegar a um estado de exaustão e, em uma conversa, se propuseram a encontrar alguma forma diferente de lidar com esse problema. Ambos concordaram que era inviável conviver diariamente com esse grau de desarmonia e tiveram a certeza de que tinha que existir uma outra forma de encarar a vida.

Poucos dias depois, Helen escutou uma voz que lhe dizia “anote”. Em um primeiro momento, por ser uma pessoa devotada à ciência, Helen se assustou e achou que estava ficando esquizofrênica. Porém, diante da insistência da voz em pedir que ela anote, Helen cedeu e começou a fazer anotações daquilo que a voz lhe ditava. Helen anotava e Willian datilografava. Este processo durou mais de sete anos e o resultado final é o livro Um Curso Em Milagres.

O UCEM se comunica com o aluno usando uma linguagem que possui termos cristãos, mas não tem absolutamente nada a ver com religião. A linguagem cristã usada no livro é apenas simbólica. Em sua essência, os ensinamentos podem ser praticados por pessoas de qualquer religião e até mesmo por pessoas sem religião ou religiosidade alguma, já que o objetivo é acessar um potencial interno que independe de qualquer rótulo.

Hoje, na Escola da Liberdade, temos alunos de diferentes religiões e até mesmo alunos ateus, que estudam o UCEM e transformaram seu sistema de pensamento graças a esse estudo.

Apesar do nome, o livro não é um “curso”, ele propõe um novo sistema de pensamento, através da “correção” da mente, eliminando gradualmente e de forma gentil crenças que nos fazem sofrer, que limitam nosso potencial e que nos mantem desconectados da nossa essência. A mudança da mente para esse novo sistema de pensamento seria o “milagre” citado no título.

Pode não ser um livro de fácil leitura, conforme o grau de consciência do aluno, pois além de todos os termos cristãos com significados simbólicos, também possuí um conteúdo muito profundo, com várias camadas de compreensão. Por isso é recomendado um estudo guiado, para assimilar com maior facilidade suas ideias, tornando o processo mais rápido e simples.

Além da parte que contém o texto do livro, que expõe a teoria que leva a esse novo sistema de pensamento, o UCEM também possuí exercícios. Apesar de não ser uma regra rígida, o ideal é que se faça um exercício por dia.

São exercícios muito simples, que podem ser feitos em poucos minutos e consistem basicamente em mentalizações ou meditações rápidas. A prática regular dos exercícios ajuda na compreensão e fixação do texto, pois não apenas ajuda a colocar em prática a teoria, como também é fundamental para ensinar a mente a “funcionar” nesse novo sistema de pensamento.

Por isso, frequentemente é recomendado que o aluno comece com os exercícios e só depois se faça a leitura do texto do livro. Os exercícios preparam a mente e criam novos caminhos neurais para que a parte teórica seja compreendida e internalizada. É comum que os alunos sintam os “efeitos” já nas primeiras semanas da prática dos exercícios, relatando mudanças positivas em sua mente, que se refletem em todas as áreas de sua vida.

Muitas pessoas perguntam o que é necessário para que o livro opere alguma mudança positiva em suas vidas. A resposta é muito simples: disponibilidade. Basta que você se proponha a fazer os exercícios de forma consciente, estando totalmente presente no momento da prática. Não precisa acreditar (não é religião), não precisa abri mão de nada da sua vida que você não queira (o livro não trabalha com a ideia de culpa e sacrifício) e não precisa de nenhum ritual externo (os exercícios são praticados dentro da sua mente).

Este é um resumo muito simplificado sobre o UCEM, que é a base de estudo da Escola da Liberdade. Caso você se interesse por conhecer mais sobre o livro, ele está disponível em livrarias, no formato e-book e também online, em pdf. Basta procurar pelo nome do livro: “Um Curso Em Milagres” e por sua “autora”, pois, apesar de ser um livro canalizado, a autora que consta na capa é Helen Schucman.

Caso queira conhecer um pouco mais sobre o UCEM, você pode assistir a este vídeo no canal da Escola da Liberdade no YouTube.

E se você tiver alguma dúvida ou experiência que queira compartilha sobre o livro Um Curso Em Milagres, deixe seu comentário aqui embaixo, teremos o maior prazer em responder.

Cursos, Livros, UCEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *